Alverico Péron

Carta de um espírita Ao Dr. Francisco de Paula Canalejas

 

OBRA RARA TRADUZIDA

 

Título Original em Espanhol

Carta de un Espiritista Al Dr. D. Francisco de Paula Canalejas

Tipografia de Manuel Galiano, Praça dos Ministérios, 3

Imprensa de M. Galiano, livraria de Moro y Bailly-Baillière

Madri (1861)

 

Tradutora do Espanhol para o Português

Teresa da Espanha

 

Agradecimentos

O site e o mundo espírita vem agradecer a tradutora Tereza da Espanha pelo grande amor e a dedicação pela causa espírita no resgate histórico de Alverico Perón através do seu trabalho na divulgação do Espiritismo na Espanha em seus primórdios.

Irmãos W

 Introdução da obra:

A primeira obra espírita publicada na Espanha: “carta de um espírita ao Dr. D. Francisco de Paula Canalejas”, de Alverico Perón Enrique Pastor y Bedoya - Alverico Perón (1831 - 1897) foi, cronologicamente falando, o primeiro grande pioneiro do espiritismo espanhol e também o autor da primeira obra espírita que viu a luz no nosso país, no ano de 1861, apenas quatro anos após a publicação do “Livro dos Espíritos”.

Seria publicado inicialmente como anônimo no jornal madrileno La Razón e intitulou-se “Carta de um espírita ao Dr. D. Francisco de Paula Canalejas”. Datada em Madrid em 15 de Junho de 1861, é constituído de um folheto com extratos de “O que é o Espiritismo?”, de Allan Kardec. Mais tarde, em 1865, foi publicada uma edição na Imprensa de Manuel Galiano (Madrid) e três anos mais tarde a revista O Critério Espírita – publicação fundada também por Alverico Perón – iria reproduzi-la em suas colunas, nos seus dois primeiros números correspondentes aos meses de novembro e dezembro de 1868.

Ninguém vá pensar que o D. Francisco de Paula Canalejas y Casas era um personagem com aversão ou ojeriza contra Enrique Pastor y Bedoya, nem muito menos. Muito pelo contrario, os dois eram sócios do Ateneu de Madrid, e estavam unidos ambos por uma íntima amizade. Tudo isto nos faz abrigar a suspeita de que a “polêmica” foi uma construção totalmente artificial que permitiu que Enrique Pastor fizesse pela primeira vez defesa e explicação pública dos ideais e fundamentos espíritas; em qualquer caso, a “oportunidade” foi convenientemente aproveitada.

Tradutora: Tereza da Espanha

Publicação na Revista Espírita de Paris:

Bibliografia

Carta de un espiritista
(Carta de um espírita)

Ao Dr. Francisco de Paula Canalejas

Brochura impressa em Madri, em língua espanhola o contendo os princípios fundamentais da Doutrina Espírita, tirados de O que é o Espiritismo, com esta dedicatória:

“Ao senhor Allan Kardec, o primeiro que descreveu com método e coordenou com clareza os princípios filosóficos da nova escola, é dedicado este humilde trabalho, por seu devotado correligionário.”

Malgrado os entraves que as ideias novas encontram nesse país, o Espiritismo aí encontra simpatias mais profundas do que se poderia supor, principalmente nas classes elevadas, onde conta numerosos adeptos, fervorosos e devotados. Porque aí, devido às opiniões religiosas, os extremos se tocam e, aliás, como em toda parte, os excessos de um uns produzem reações contrárias. Na antiga e poética mitologia, teriam feito do fanatismo o pai da incredulidade.

Cumprimentamos o autor deste opúsculo por seu zelo na propagação da doutrina e agradecemos sua graciosa dedicatória, bem como as boas palavras que acompanham a remessa da brochura. Seus sentimentos e os de seus irmãos em crença se refletem nesta frase característica de sua carta: “Estamos prontos a tudo, mesmo a baixar a cabeça para receber o martírio, como a erguemos bem alto para confessar a nossa fé.”

Allan Kardec - Revista Espírita de Abril de 1867

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (O Espiritismo De Kardec Aos Dias De Hoje - Filme Completo(Documentário Produzido pela Federação Espírita do Brasil)

Fontes: Grupo Espírita de La Palma

Fontes: A Luz na Mente » Revista on line de Artigos Espíritas (Algumas ideias que Einstein fazia sobre Deus)

"O Espiritismo é o cumprimento dessa promessa. Surgindo na hora precisa, em meados do século passado, no momento exato em que os princípios do Cristianismo, ameaçados pela estagnação dogmática, se defrontavam com o livre exame da nova mentalidade científica, ele abriu perspectivas inesperadas ao prosseguimento da civilização cristã. Kardec acentua esse fato, com palavras claras e precisas, em O Evangelho Segundo o Espiritismo e A Gênese. O Espiritismo é também um renascimento, é o que Emmanuel chamou “a renascença cristã”. Por isso, no momento em que o mundo moderno vacila, entre as crenças que não mais o satisfazem e as promessas do espírito científico, o Espiritismo se infiltra em toda a sua estrutura, para salvar o futuro, preparando as bases da nova civilização.

O Espiritismo é o cumprimento dessa promessa. Surgindo na hora precisa, em meados do século passado, no momento exato em que os princípios do Cristianismo, ameaçados pela estagnação dogmática, se defrontavam com o livre exame da nova mentalidade científica, ele abriu perspectivas inesperadas ao prosseguimento da civilização cristã. Kardec acentua esse fato, com palavras claras e precisas, em O Evangelho Segundo o Espiritismo e A Gênese. O Espiritismo é também um renascimento, é o que Emmanuel chamou “a renascença cristã”. Por isso, no momento em que o mundo moderno vacila, entre as crenças que não mais o satisfazem e as promessas do espírito científico, o Espiritismo se infiltra em toda a sua estrutura, para salvar o futuro, preparando as bases da nova civilização"

Herculano Pires - Escritor Espírita

"O metro que melhor mediu Allan Kardec"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Carta de um espírita Ao Dr. Francisco de Paula Canalejas por Alverico Perón (1861) PDF

 

Carta de um espírita Ao Dr. Francisco de Paula Canalejas por Alverico Perón (1861) DOC

 

Carta de un Espiritista Al Dr. D. Francisco de Paula Canalejas Por Alverico Perón (Esp)