CAIRBAR SCHUTEL

CARTAS A ESMO

Resposta a D. Joaquim Domingues de Oliveira, Bispo de Florianópolis

 

DISCURSO DO BISPO STROSSMAYER

Pronunciado no Concílio de 1870 contra a INFALIBILIDADE DO PAPA

 

BRASIL (1929)


Explicação necessária:

CARTAS A ESMO não são cartas inéditas: foram já publicadas em 1918 em resposta à "Carta Pastoral" do Bispo de Florianópolis D. Joaquim Domingues de Oliveira, em que a Eminência da Igreja Romana se limitou a combater o Espiritismo, e com tal paixão que chegou a deturpar conceitos de distintos médicos, para melhor fundamentar suas razões.

Publicamo-las em "O Clarim."

A tiragem deste jornal naquele tempo talvez não fosse a terça parte do que é atualmente; além disso, cremos que grande parte dos assinantes não tivesse acompanhado as nossas razões. Resolvemos por isso, enfeixá-las neste opúsculo e endereçá-las A ESMO....

E como se trata de obra em que a Verdade deve aparecer, pois nos dizem de todos os lados que são chegados os Tempos de a luz se fazer nas inteligências, julgamos prestar bom serviço aos estudantes da Religião, concluindo a obra com  o memorável Discurso do Bispo Strossmayer, pronunciado por ocasião da proclamação da Infalibilidade do Papa, em Roma; no Concilio de 1870.

Sem outro motivo mais que o esclarecimento da Verdade, rogamos aos Espíritos Mensageiros de Jesus que assistam a todos os que nos lerem, incutindo em suas almas a Fé, a Esperança e a Caridade.

Cairbar Schutel

Ver no site o escritor espírita Léon Denis "Cristianismo e Espiritismo"

Fontes: A Luz na Mente - Revista on Line de Artigos Espíritas (Reflexões históricas e as defecções do Cristianismo sem Jesus)

Fontes: A Luz na Mente - Revista on Line de Artigos Espíritas (Cristianismo sem o Cristo e o Espiritismo)

"A Justiça de Deus se cumpre no íntimo de nós mesmos, porque Deus está em nós, presente em nós na misericórdia da suas leis"

J. Herculano Pires "O Homem Novo"
 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Cairbar Schutel - Cartas a Esmo PDF

 

Cairbar Schutel - Cartas a Esmo DOC

 

Discurso do Bispo Strossmayer sobre a Infalibilidade Papal