GASTON LUCE

ESPIRITISMO E RENOVAÇÃO

 

OBRA RARA TRADUZIDA

 

Título Original em Francês

Gaston Luce - Spiritisme et rénovation

Edité à compte d'auteur

Imprimerie A. Chopin

Lezay (Deux Sèvres)

Paris (1937)

 

Tradutora do Francês para o Português

Chrissie Chynde

Apresentação do site:

A grande batalhadora da causa espírita Chrissie Chynde vem presentear o mundo espírita com a tradução desta obra rara do biografo Léon Denis, que o público da língua portuguesa nunca teve acesso e vem assomar ao vasto edifício da Doutrina Espírita, trazendo as luzes de conhecimentos espirituais que nos ajudarão a libertar nossa alma das algemas milenares da ignorância.

E que Deus possa cada vez mais iluminar esta pessoa maravilhosa pelo vasto trabalho que realiza pela causa do bem e ao próximo.

Irmãos W.

Sinopse da obra:

A Conferência foi realizada na Sociedade vaudonesa de estudos psíquicos em Lausane, em 16 de Outubro de 1936 e, em 17, na Sociedade de Estudos psíquicos de Gênova.

Trechos da obra:

De onde resulta a necessidade do Espiritismo que vem na sua hora trazer a chave de fenômenos até então não explicados; e é preciso remarcar aqui que o recente progresso das ciências em todos os domínios, sobretudo na física, apóia fortemente seu ensinamento.

Eis justamente onde aparece, na época exata, a função da ciência. Ela vem controlar os fenômenos, pesquisar suas causas, segundo o método que lhe é próprio. Muito da ciência leva a Deus; é de fato um passo para a grande síntese. Devemos no momento nos contentar com isso.

A função do Espiritismo, na época atual, quer dizer na alvorada já perceptível de uma nova era, não poderia ser mais bem definida que o foi há três quartos de século por seu fundador.

"Ele veio, cumprir, no tempo predito, o que o Cristo anunciou, e preparar o cumprimento das coisas futuras. Ele é então obra do Cristo que preside, ele mesmo, assim como tinha semelhantemente anunciado, a regeneração que se opera e prepara o reino de Deus sobre a Terra."

Essas perspectivas, vocês o vêem, ultrapassam de longe a função que alguns queriam lhe designar. Portanto, Senhores, sua função verdadeira, sua função primordial não é impossível de discernir.

Afirmando e demonstrando a necessária primazia do espiritual entre os homens, ele prepara sua reconciliação na harmonia, no trabalho e na paz.

Sob a direção do Cristo, o Espiritismo toma então uma orientação firme e decisiva que não existiria sem ele. Não bordeja mais entre a ciência e a filosofia, entre tal ou qual sistema religioso, entre esta ou aquela regra de vida; vai direto ao objetivo.

"O Espiritismo bem compreendido, mas sobretudo bem sentido, disse ainda Allan Kardec, conduz forçosamente aos resultados acima que caracterizam o verdadeiro espírita como o verdadeiro cristão, um e outro sendo apenas um"

"O Espiritismo não cria nenhuma moral nova; ele facilita aos homens a inteligência e a prática daquela do Cristo dando uma fé sólida e esclarecida àqueles que duvidam ou que vacilam".

Eis, Senhores, o pensamento de Allan Kardec. É também o meu e o seu, disso estou certo.

Entendemos que a fé profunda nele não tem necessidade do Espiritismo. Mas para aqueles que dela são privados, e eles são legião na nossa sociedade moderna onde reina a ciência que se tornou o último ídolo, os fatos, as manifestações fenomênicas fornecem um sério ponto de apoio, desde que delas se aproveite imediatamente todas as conseqüências espirituais e todo o valor moral.

É necessário, para compreender fatos tão simples, grande inteligência e uma cultura extensa?

"Não, disse o mestre, porque se vêem homens de uma capacidade notória que não os compreendem, enquanto que inteligências vulgares e jovens apenas saídos da adolescência, nisso discernir com admirável justeza as nuanças mais delicadas".

Isso advém porque a parte material da ciência não requer senão olhos para observar, enquanto que a parte essencial requer um certo grau de sensibilidade que se pode chamar de maturidade do sentido moral, maturidade que independe da idade e do grau de instrução porque é inerente ao desenvolvimento, em um sentido especial, do Espírito encarnado.

Senhores, se quisermos ser lógicos e verdadeiros, nos detivemos tempo excessivo nos fatos que nada dizem por si mesmos, mas dos quais devemos concluir apenas que o Espiritismo, o repito a propósito, está totalmente no ensinamento dos Espíritos de Deus.

Então entre o Espiritismo, tal qual o concebeu Allan Kardec, e o Cristianismo evangélico, não há nenhuma diferença. Os verdadeiros espíritas são os espíritas cristãos: sua palavra de ordem é: "Fora da caridade, não há salvação.

Gaston Luce

"No estado atual das coisas aqui na Terra, qual é o homem que não tem inimigos? Para não tê-los fora preciso não habitar aqui, pois esta é uma conseqüência da inferioridade relativa de nosso globo e de sua destinação como mundo de expiação. Bastaria, para não nos enquadrarmos na situação, praticar o bem? Não! O Cristo aí está para prová-lo. Se, pois, o Cristo, a bondade por excelência, serviu de alvo a tudo quanto a maldade pôde imaginar, como nos espantarmos com o fato de o mesmo suceder àqueles que valem cem vezes menos?"

Allan Kardec "Viagem Espírita em 1862"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Gaston Luce - Espiritismo e Renovação PDF

 

Gaston Luce - Espiritismo e Renovação DOC

 

Gaston Luce - Spiritisme et rénovation (Fr)