JOSÉ MARIA FERNANDEZ COLAVIDA

O GRANDE PIONEIRO DO ESPIRITISMO NA ESPANHA

Presidente de Honra do "Primeiro Congresso Internacional Espírita"

O  GRANDE KARDEC ESPANHOL

(1819 - 1888)

Apresentação do site:

Nascido quinze anos depois de Allan Kardec, José Maria Fernandez Colavida perdeu os bens, a família, mas encontrou o consolo no "O Livro dos Espíritos", ganho do capitão da marinha. Ele viria a se tornar um dos maiores divulgadores do Espiritismo na Espanha.

Irmãos W.

Biografia de José Maria Fernandez Colavida:

Pioneiro do Espiritismo espanhol. Nasceu em Tortosa, província de Tarragona, em 19 de março de 1819. Lutou nas guerras carlistas, nome que se deu a três guerras civis que tiveram lugar na Espanha, entre 1833 e 1876, e nas quais distinguiu-se por sua valentia e humanitarismo, alcançando a patente de Coronel. Em conseqüência de tais conflitos, emigrou para a França, onde estudou e aprendeu, com perfeição, o idioma desse país.

Ao regressar a Barcelona, contrai núpcias com Ana Campos, jovem dotada de surpreendentes faculdades mediúnicas. Conhece a Doutrina Espírita em 1860, lendo em sua versão original francesa, Le Livre des Esprits que lhe ofertou o capitão da marinha mercante, Ramón Lagier y Pomares.

Previamente havia conhecido e praticado o magnetismo, guiando-se pelos ensinamentos de Du Potet e outros magnetizadores franceses.

A impressão que lhe causou a leitura de O Livro dos Espíritos, do Mestre Allan Kardec, peça fundamental do pensamento espírita, foi muito grande e, de imediato, começou sua tradução para o espanhol, que viria à luz pública em 1861.

Assim, então, tem Colavida a honra e o mérito de ser o primeiro tradutor das obras de Kardec em idioma espanhol.

Em 1869 fundou a Revista de Estudos Psicológicos, da qual foi seu diretor e redator durante 20 anos. Criou a "Sociedade Barcelonesa propagadora del Espiritismo" e estabeleceu na capital de Cataluña, a primeira Livraria Espírita. Dirigiu o Grupo Espírita "La Paz".

Foi designado Presidente de Honra do "Primeiro Congresso Internacional Espírita", celebrado em Barcelona, em setembro de 1888.

Têm sido altamente reconhecidos e valorizados seus estudos e práticas nos campos de hipnotismo e magnetismo. Realizou experimentos com a regressão mental, apresentando uma metodologia rigorosamente científica, de grande utilidade com evidência favorável à reencarnação, antecedendo os conhecidos trabalhos de Albert de Rochas, na França.

Por sua meritória atuação conhecem-no como o "Kardec" espanhol.

Desencarnou em Barcelona, em 11 de dezembro de 1888.

Fontes: Federación Espírita Española

Os Espíritas da Espanha e América custearam seu mausoléu no Cemitério de Montjuic, colocando, ali, uma significativa lápide de 1,80m de altura por 0,80m de largura, na qual se lê a seguinte inscrição na placa:

Nascer, morrer, voltar a nascer
e progredir sempre
tal é a lei.

Allan Kardec

Nem a existência, nem o trabalho,
nem a dor, concluem onde
começa um sepulcro.

Marietta

Aqui jaz
o envoltório corporal de um homem honrado que em sua última encarnação terrena foi
JOSÉ MARIA FERNANDEZ COLAVIDA
(1819 - 1888)
O primeiro tradutor e editor das obras de Kardec e fundador da Revista de Estudios Psicológicos de Barcelona, e a cuja memória os Espíritas da Espanha e América dedicam este testemunho de apreço e gratidão.

RUMO A DEUS PELO AMOR E CIÊNCIA

Imortalidade da alma
Comunicação espiritual
Progresso indefinido
Pluralidade de mundos habitados


Ver no site a Obra Histórica sobre o Espiritismo na Espanha "César Bogo - A Grã Senhora do Espiritismo" (Inclui a Biografia de José Maria Fernandez Colavida)

Fontes: Portal Espanhol El Ángel Del Bien

Fontes: Federación Espírita Española

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

José Maria Fernandez Colavida - O grande propagador da Doutrina Espírita na Espanha

 

Biografia de José Maria Fernandez Colavida

 

José Maria Fernandez Colavida (Revista Espiritista - Periódico de Estudios Psicológicos)

 

Primeiro Congresso Internacional Espírita de Barcelona em 1888 (Participação de José Maria Fernandez Colavida)