PAUL BODIER

ESTUDO DOCUMENTAL SOBRE O LIVRO

O ESPÍRITO CONSOLADOR OU NOSSOS DESTINOS

POR P. V. MARCHAL

 

«Quando o Espírito da Verdade vier ele vos ensinará todas as coisas»

(João XII, 13)

 

OBRA RARA TRADUZIDA

 

Paul Bodier

Étude documentaire sur le livre

Paul Bodier - L'Esprit consolateur nos destinées

Librairie des Sciences Psychiques

Paul Leymarie, Paris, 1924



Tradutora do Francês para o Português

Fabiana Rangel
 

Comentários da tradutora:

O livro é escrito no início do século XX, por Paul Bodier, e se baseia em trechos de um livro – cujo título é “O Espírito Consolador ou nossos destinos” – escrito no século XIX pelo padre P. V. Marchal.

Paul Bodier procura, no livro, trazer mensagens de conforto a uma senhora que havia perdido o marido e um filho. O autor busca consolar o coração daquela senhora a partir de uma nova forma de compreender a morte e também a vida, apresentando-lhe o que ele chama de fé racional.

Ao logo dos capítulos – e marcado por discussões e pensamentos característicos ao século XIX e primeiras décadas do século XX – Bodier vai debatendo não somente a vida pós-túmulo, como traz temas diversos, nos quais se destacam a existência do inferno e a vida em outros planetas, então questionando dogmas que naquele tempo a Igreja tradicional buscava focar.

Fabiana Rangel

Apresentação da obra:

O autor de “A cidade do silêncio” devia ter sido tentado a comentar um belo livro incompreendido e publicado. O estudo sobre “O Espírito Consolador ou nossos destinos” de P. V. Marchal será para o leitor um presente literário.

Ele será, de outra forma, particularmente útil a todas as pessoas desejosas de estabelecer um paralelo entre os dogmas incomuns das religiões e as novas descobertas científicas que fazem entrever a possibilidade de conciliar, definitivamente, a fé e a crença, instaurando a verdadeira religião do amor servido e defendido pela ciência e pela razão.

Esse livro pode ser facilmente compreendido. É suficiente, para isso, deixar velhos dogmas, livrar-se das quimeras engendradas por uma religiosidade ingênua e desoladora, por se dar conta de que a verdade pode de repente tornar-se luminosa e fácil de observar quando ela é sustentada pela lógica e pela razão desprovida do orgulho.

Todos que lerão esse livro tirarão dele proveito considerável e se os sectários, os dogmáticos, os orgulhosos, os hipócritas, os falsos devotos e os maus ricos estigmatizam, os seres de boa vontade são dados como exemplo e prova de que o espírito humano deve, inelutavelmente, crescer pelo trabalho e pelo amor para se aproximar da infinita sabedoria do Todo-Poderoso.

Eu dedico este estudo a todos aqueles que duvidam, a todos aqueles que sofrem e particularmente as mães e as esposas que choram os entes queridos que a morte lhes arrebatou. Possam essas páginas levar-lhes, com esperança, a fé esclarecida, que tornará suas almas confiantes e fortes.

Paul Bodier

Querida Senhora:

Após vários anos de pesquisa, eu posso finalmente dar o que eu prometi durante a nossa última entrevista, quando a senhora, esposa e mãe, vem em lágrimas colocar nos túmulos de seu marido e seu filho as primeiras flores da primavera.

Aqui estão alguns trechos de um livro maravilhoso. Eles afastarão de vossa alma as preocupações mortais, porque a leitura atenta que a senhora pode fazer lhe desenvolverá a divina esperança e lhe facilitará a compreensão da vida e da morte, compreensão tão necessária para o desenvolvimento de sua fé fundamentada.

Eu estou muito alegre por lhe trazer uma parcela de verdade que irá tornar sua vida mais suave, que vai reforçar a sua fé sem assustá-la, sem trazer qualquer negação, nem mesmo a nenhuma renúncia, no sentido absoluto dessas palavras.

Os seres humanos, veja, nem sempre são tão ruins quanto parecem. Basta, na maioria das vezes, para ganhar seus corações, encontrar a palavra certa que desperte sua sensibilidade e faça vibrar suas almas na mesma sintonia.

Isso não excede a mente humana e não demanda mais que um pouco de boa vontade. A senhora encontra a prova nas lições reunidas neste pequeno livro.

Ele será fácil de entender, será útil para meditar, será sempre tranqüilo para se lembrar porque elas, as lições, lhe darão uma força nova e benéfica para melhor suportar a provação, para seguir o curso de sua vida sem lamentar, e esperar, com a máxima confiança, a aurora magnífica da vida espiritual que lhe dará a recompensa por seus esforços perseverantes.

Os capítulos que se seguem foram escritos há quase meio século por um padre que preferiu o espírito que vivifica à letra que mata. Ele os reuniu, junto a outros menos importantes, em um volume que ele tinha dado o amável título "O Espírito Consolador ou nossos destinos."

Este livro não pode atualmente ser reeditado no todo, tendo o autor falecido há menos de cinquenta anos. Eu devo, para estar em dia com a lei, dar-lhe somente alguns trechos, mas eles serão suficientes com os comentários que eu entendi que deveria acrescentar para mostrar-lhe a lógica perfeita que preside a elaboração destas páginas.

Esses escritos vão acalmar sua alma chorosa, adocicarão seu coração desolado e machucado, porque a senhora vai encontrar neles o consolo verdadeiro e a sublime esperança de compreender, para além da sombra transparente do túmulo, o Divino Amor vencedor da morte, a amor divino que vai levar-lhe para as esferas luminosas onde devem se desenvolver, em uma apoteose de glória sempre crescente, as vidas incontáveis e sucessivas de humanidades enfim nascidas à razão e por isso irresistivelmente pulsantes na direção da sabedoria suprema do Criador.

Paris, maio de 1923

Paul Bodier

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (Programa Espiritismo em Foco - A terceira revelação)

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (Doutrina dos Espíritos sem Jesus não faz sentido)

"Se me amais, guardai os meus mandamentos - e eu pedirei a meu Pai e ele vos enviará outro Consolador, a fim de que fique eternamente convosco: - O Espírito de Verdade que o mundo não pode receber, porque não o vê; vós, porém, o conhecereis, porque permanecerá convosco e estará em vós. - Mas o Consolador, que é o Espírito Santo, que meu Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e fará vos lembreis de tudo o que vos tenho dito."

(S. João, cap. XIV, vv. 15 a 17 e 26)

"Ao infinito de nossas aspirações, o espírito consolador vem oferecer o real infinito do universo. Os homens que conhecemos, amados, admirados, não estão perdidos para nós. Eles estão lá, nesse céu calmo que nos domina. Mais felizes que nós, eles levantaram uma ponta do véu que ainda nos rouba a verdade, e observam com uma piedade amorosa seus companheiros de exílio que as sombras ainda envolvem."

Paul Bodier "O Espírito Consolador ou nossos destinos"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Paul Bodier - O Espírito Consolador ou nossos destinos PDF

 

Paul Bodier - L'Esprit Consolateur ou nos destinées (1924) (Fr.)