PRIMEIRO CONGRESSO INTERNACIONAL ESPÍRITA

SETEMBRO 1888

BARCELONA - ESPANHA

 

presidência do Vizconde de Torres-Solanot

 

IMPRENSA DE DANIEL CORTEZO & CIA. EDITORES
Rua Pallars (Salão de S. João)

 

OBRA RARA TRADUZIDA

 

Título Original em Espanhol

Primer Congresso Internacional Espiritista

Espanha (1888)


 Tradutora do Espanhol para o Português

Teresa da Espanha

Conclusões aprovadas:

NO PRIMEIRO CONGRESSO INTERNACIONAL ESPÍRITA DE 1888

O primeiro CONGRESSO INTERNACIONAL ESPÍRITA afirma e proclama a existência e virtualidade do Espiritismo como a Ciência integral e progressiva. São seus

FUNDAMENTOS

Existência de Deus.

Infinidade de mundos habitados. Preexistência e persistência eterna do Espírito.

Demonstração experimental da supervivência da alma humana pela comunicação mediúnica com os espíritos.

Infinidade de fases na Vida permanente de cada ser.

Recompensas e penas, como conseqüência natural dos atos.

Evolução infinita. Comunhão universal dos povos. Solidariedade.

CARACTERES ATUAIS DA DOUTRINA

1º Constitui uma Ciência positiva e experimental.

2º É a forma contemporânea da Revelação.

3º Marca uma etapa importantíssima na evolução humana.

4º Dá solução aos mais árduos problemas morais e sociais.

5º Depura a razão e o sentimento, e satisfaz a consciência.

6º Não impõe uma crença, convida para um estudo.

7º Realiza uma grande aspiração que responde a uma necessidade histórica.

Como conseqüência e desenvolvimento lógico dos seus Princípios, o Congresso Espírita entende que toda Associação e todo adepto devem, por todos os meios lícitos que estiverem ao seu alcance, dar apoio e cooperação a todas as individualidades, coletividades ou empresas civilizadoras venha a conhecer e, portanto, aconselha:

A.- O estudo da Doutrina, na multiplicidade total do seu contido.

B.- A sua propaganda incessante por todo meio lícito.

C.- A sua constante realização pela prática das mais severas virtudes públicas e privadas.
Para conquistar seus fins, o Congresso Espírita entende que toda Associação e adepto deverão considerar sempre o resto dos homens de boa vontade como irmãos para combater o vício, o erro e os sofrimentos humanos.

- Como conseqüência disso, aconselha:

D. – O respeito profundo por todos os pesquisadores ou propagandistas da verdade, mesmo se não forem espíritas.

E. – O esforço constante para difundir o Laicismo por todas as esferas da vida. – A absoluta liberdade de Pensamento, o Ensino integral para ambos os sexos e o Cosmopolitismo como base das relações sociais.

F. – Federação autônoma de todos os espíritas. – Todo adepto pertencerá a uma Sociedade legalmente constituída; toda Sociedade manterá relações constantes com o Centro da sua cidade; todo Centro local deverá sustentá-las com seu Centro Nacional, diretamente ou por intermédio de Centros Regionais; cada Centro Nacional deverá sustentá-las por sua vez, com os restantes. Todos sempre sob a única lei do amor mútuo, para obter um dia a fraternidade universal.

Finalmente, o Congresso Espírita deve fazer constar que não convém aceitar sem prévio exame nenhuma solidariedade doutrinal com indivíduos ou coletividades que não derem ouvidos aos conselhos acima. Deve lembrar também que Allan Kardec já apontava os perigos da excessiva credulidade nas comunicações mediúnicas: “Devem ser submetidas ao crisol da Razão e da Lógica”, visto que o fato da morte, por si só, não garante uma evolução.

Barcelona, 13 de Setembro de 1888. - Presidente honorário, José María Fernádez — Presidentes, El Vizconde de Torres-Solanot. — P. G. Leymarie. — Efisio Ungher. — Dr. Huelbes Tenprado. — Vice-presidentes Amalia Domingo y Soler. — Facundo Usich. — JuanHoffman. — Pedro Fortoult Hurtado. — Dr. Hércules Chiaia. — Edward Troula. — Miguel Vives. — Secretários, Dr. Manuel Sanz Benito. — Eulogio Prieto. — Modesto Casanovas. — Narciso Moret.

Fontes: Primeiro Congresso Internacional Espírita de Barcelona em 1888

Ver no site o escritor espírita Vizconde de Torres-Solanot

Fontes: Federación Espírita Española

Fontes: A Luz na Mente » Revista on line de Artigos Espíritas (Jesus, o mestre por excelência)

"O Espiritismo será o traço de união que aproximará os homens divididos pelas crenças e pelos preconceitos mundanos."

Allan Kardec "O Codificador da Doutrina Espírita"

"O Espiritismo, portanto, não é simplesmente um conhecimento teórico ou especulativo: é iniciação em verdades maiores e ação plena e efetiva em bem da coletividade; não, somente um esforço intelectual, uma pesquisa de caráter filosófico, ou demonstrações de fenômenos "estranhos", com abrangência, mais ou menos profunda, nas leis naturais; mas devotamento ao próximo, auxílio sem nenhuma discriminação, confraternização, demonstrações legítimas de amor universal, para que assim os homens se redimam do passado culposo e se aproximem de Deus."

Visconde de Torres-Solanot "Os Gigantes do Espiritismo"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Primeiro Congresso Internacional Espírita de Barcelona em 1888 PDF

 
 
Primeiro Congresso Internacional Espírita de Barcelona em 1888 DOC


 
Primer Congreso Internacional Espiritista 1888 (Esp)