AUGUSTUS DE MORGAN

O GRANDE MATEMÁTICO INGLÊS

O  PESQUISADOR DA IMORTALIDADE DA ALMA

(1806 - 1871)

Apresentação do site:

O surgimento da Doutrina Espírita que foi Codificado por Allan Kardec representou um grande acontecimento para humanidade, aonde as religiões dogmáticas necrosadas pelos ventos da modernidade que nada respondem aos corações e nem as mentes de quem possui fome de conhecimentos espirituais.

Quando a Doutrina Espírita foi apresentada à Humanidade, surgiram dezenas pesquisadores materialistas que começaram a estudar esta nova ciência com o objetivo de destruir esta nova semente. Grandes homens da mais fina intelectualidade do seu tempo que proclamavam ao mundo que nada existe após a morte e a decretação da morte de Deus.

Os pesquisadores estudando com afinco esta nova ciência do espírito, comprovaram que a vida continua após a morte, que somos imortais, que tivemos muitas vidas. De antagonistas desta Nova Revelação se tornaram grandes desbravadores do mundo espiritual.

A Revelação da Doutrina Espírita não é uma Doutrina Individual, nem de concepção humana; ninguém pode dizer-se que e o seu criador. É fruto do ensino Coletivo dos Espíritos, ensino a que preside o Espírito de Verdade. Nada suprime do Evangelho Jesus Cristo mais antes o completa e elucida.

Sigamos os passos de Jesus Cristo e fujamos das Doutrina Materialista que deixam vazios e sem rumo os corações dos homens.

Irmãos W.

Biografia do pesquisador:

Augustus de Morgan nasceu na cidade de Madura, Índia, 27 de junho de 1806 — Londres, 18 de março de 1871).

Foi um matemático e lógico britânico. Formulou as Leis de De Morgan e foi o primeiro a introduzir o termo e tornar rigorosa a idéia da indução matemática.

Augustus de Morgan foi educado no Trinity College, em Cambridge, e em 1828 tornou-se professor de matemática na então recém-criada Universidade, em Londres, cargo que ocupou até 1866, com exceção de um período de cinco anos (de 1831 a 1836). Foi o primeiro presidente da London Mathematical Society, fundada em 1866.

Como professor não tinha rivais e nenhum tópico era insignificante demais para sua cuidadosa atenção. Um de seus primeiros trabalhos, Elementos de aritmética, de 1831, distingui-se pelo tratamento filosófico das idéias de número e magnitude. Além disso, contribuiu para o simbolismo matemático propondo o uso do solidus (traço inclinado) para a impressão das frações.

Sua maior contribuição para o conhecimento foi como reformador da lógica. Efetivamente, o renascimento dos estudos de lógica que começaram na primeira metade do século XIX deveu-se quase que inteiramente aos trabalhos de De Morgan e Boole, outro matemático inglês.

As realizações mais importantes de De Morgan foram o lançamento das fundações de relações e a preparação do caminho para o nascimento da lógica simbólica (ou matemática).

No campo da Doutrina Espírita:

Augusto de Morgan no final de sua vida interessou-se pelos fenômenos do Espiritismo nascente. Em 1849 ele havia investigado a clarividência e ficou impressionado com o assunto. Mais tarde, ele realizou investigações paranormais em sua própria casa com a médium Maria Hayden. O resultado dessas investigações foi publicado mais tarde por sua esposa Sophia.

Augustus de Morgan com a médium Maria Hayden

Augusto de Morgan acreditava que a sua carreira como um cientista iria ser afetada devido ao seu interesse no estudo do Espiritismo. A obra foi publicada anonimamente em 1863 intitulada: (From Matter to Spirit: The Result of Ten Years Experience in Spirit Manifestations.)

A esposa de Morgan foi uma espiritualista convicta, mas Augusto de Morgan compartilhavam as idéias que a metodologia das ciências físicas não deve excluir automaticamente os fenômenos espíritas e que tais fenômenos podem ser explicados em tempo pela possível existência de forças naturais que ainda não tinha identificado os físicos.

John Beloff escreveu que Augusto de Morgan foi o primeiro cientista notável na Grã-Bretanha a ter um interesse no estudo do Espiritismo e que seus estudos influenciaram a decisão de William Crookes também estudar o Espiritismo.

No passar dos anos se declarou abertamente aos seus pares a aceitação do Espiritismo, e foi por isto impedido de conseguir ser lente em universidades tradicionais de Oxford e Cambridge.

No prefácio da obra From Matter to Spirit De Morgan (1863) afirmou:

"Estou absolutamente convencido de que tenho visto e ouvido, em condições que tornam a incredulidade impossível, fenômenos chamados espíritas, que nenhum ser racional poderá explicar pela impostura, coincidência ou erro".

Fontes: ABC do Espiritismo de Victor Ribas Carneiro

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (Silvio Ravaldini Fenomeni della Medianità - Documentario - La Morte non Esiste)

Fontes: Survival After Death

Fontes: Internet Archive

"Estou absolutamente convencido de que tenho visto e ouvido, em condições que tornam a incredulidade impossível, fenômenos chamados espíritas, que nenhum ser racional poderá explicar pela impostura, coincidência ou erro."

Augustus de Morgan "O Pesquisador da Imortalidade Humana"

"O Espiritismo só estabelece como princípio absoluto o que está absolutamente provado, ou o que resulta logicamente da observação."

Allan Kardec "O Codificador da Doutrina Espírita"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Biografia Augustus de Morgan

 

Augustus de Morgan - From Matter to Spirit: The Result of Ten Years Experience in Spirit Manifestations (1863) (Eng)