Juliette Alexandre Bisson

(1862 - 1956)

 

OS GRANDES PESQUISADORES

DO Além-Túmulo

 

A pesquisadora Juliette Alexandre Bisson teve como material de pesquisa a médium Eva Carrière ver LINK

Biografia de Juliette Alexandre Bisson:

Conhecida como Madame Bisson e definida por Mackenzie, que a conhecia, como “uma dama acima de qualquer suspeita não somente por sua classe social, mas também pela superioridade de seus sentimentos e de seu pensamento”, acolheu em sua própria casa, adotou e estudou atentamente por vários anos, a partir de 1909, a médium Eva Carrière.

Parece que entre as duas damas formou-se um vínculo psíquico interpessoal porque os fenômenos de materialização de Eva acabaram por depender, ao menos em grande parte, da presença da senhora Bisson, que a acompanhava em todas as sessões.

Na verdade, tais materializações aconteciam frequentemente partindo de uma massa ectoplásmica que vinha então modelada como se fosse argila, assumindo formas muito graciosas que traziam a ideia de estátuas vivas: e Bisson é uma escultora habilidosa.

Como seus pares, Eva foi acusada de fraude: os jornais muitas vezes lhe foram contrários, trazendo ao ridículo a estranha dupla que teria simulado os fenômenos, não por lucro, mas por fanatismo.

Todavia, o Barão de Schrenck-Notzing, que realizou experiências com elas por um longo período, e Mackenzie excluem definitivamente qualquer possibilidade de engano: Eva vinha despida, coberta de uma malha costurada na parte de trás e com um avental também costurado.

Além disso, as materializações eram obtidas frequentemente em plena luz do sol, formando-se e dissipando-se, ou reentrando no sujeito como ectoplasma, diante dos presentes.

Na Universidade Sorbonne, em 1922, Eva C. realizou 15 sessões perante a um grupo de professores materialistas frios e reconhecidamente ignorantes na matéria. Que buscaram de todas as formas negarem os fatos ocorridos com a médium.

Além disso, uma importante relação com o primeiro Congresso Metapsíquico Internacional de Copenaghen (1921), com documentações anexadas de Pierre Désirieux, Maurice Jeanson, René Duval, J. de la Blaccurelle, Anne Barbin e Jean Lefebvre. (A.F)

Deixou duas obras: Os ditos fenômenos de materialização (Les fenomenes dits de matérialization, 1921) e A mediunidade e a Sorbonne (Le médiumnisme et la Sorbonne, 1923).

Fontes: L'Uomo e l'ignoto: Enciclopedia di parapsicologia e dell'insolito diretta da Ugo Dettore - ARMENIA EDITORE (pagine 182/183).

Tradutora do Biografia - Fabiana Rangel

Fotografia 01 - Aqui vemos o médium em materialização "Eva C" produzir ectoplasma - ou "teleplasma", como é muitas vezes referido - sob condições de teste controladas.

Os presentes neste experimento, conduzido 13 de março, 1911, incluiu Mme. Bisson, a irmã de Bisson, Prof. Charles Richet, M. de Fontenary e Prof. Schrenck-Notzing.

Fotografia 02 - Uma face ectoplasmatica pode ser visto a partir excluindo o gargalo da forma materialização Eva C, que de acordo com a sua pertença a uma entidade chamada "Estelle".

Este experimento, realizado com Mme. Bisson e Prof. Schrenck-Notzing, como observadores, foi realizada 30 de dezembro de 1911.

Fotografia 03 e 04 - Tomado pelo Prof. Schrenck-Notzing em 8 de maio de 1912, estas duas fotografias mostram uma estrutura ectoplasmatica semi-acabado notável preso em seu desenvolvimento. (Nota: a segunda fotografia é um close-up da primeira).

Os presentes incluem Mme Bisson, Prof. Schrenck-Notzing e sua esposa.

Fotografia 05 - Aqui estão quatro micro-fotografias do cabelo de Eva C. (primeiro e terceiro a partir do topo) e o cabelo "de Estelle" o espírito (segundo e quarto a partir do topo).

(Nota: Eva C. foi a médium e "Estelle" era uma materialização - Veja na fotografia 2 )

Prof. Schrenck-Notzing disse: "Enquanto o cabelo de Eva C. mostrou completamente uma personagem morena, o cabelo retirado da cabeça pequena ("Estelle") foi loiro claro. Essa impressão é totalmente corroborada pelo exame químico e micro fotografias das amostras de cabelo de Eva C. e "Estelle" (o nome pelo qual o médium denota o rosto fotografado), que foi feita pelo Dr. Steiner em Munique ". Ele passa a concluir: "É, portanto, provável que ambas as amostras de cabelos pertencem a diferentes indivíduos."

Fontes: Portal - Survival After Death

Ver no site a médium Eva Carrière

Ver no site o pesquisador espírita Barão Albert Von Schrenck Notzing

Fontes: Portal Italiano La Ricerca Medianica della Voce dello Spirito

Fontes: A Luz na Mente » Revista on line de Artigos Espíritas (Allan Kardec permaneceu)

"O Espírito, que quer ou pode fazer-se visível, reveste às vezes uma forma ainda mais precisa, com todas as aparências de um corpo sólido, ao ponto de causar completa ilusão e dar a crer, aos que observam a aparição, que têm diante de si um ser corpóreo. Em alguns casos, finalmente, e sob o império de certas circunstâncias, a tangibilidade se pode tornar real, isto é, possível se torna ao observador tocar, palpar, sentir, na aparição, a mesma resistência, o mesmo calor que num corpo vivo, o que não impede que a tangibilidade se desvaneça com a rapidez do relâmpago.

Nesses casos, já não é somente com o olhar que se nota a presença do Espírito, mas também pelo sentido tátil. Dado se possa atribuir à ilusão ou a uma espécie de
fascinação a aparição simplesmente visual, o mesmo já não ocorre quando se consegue segurá-la, palpá-la, quando ela própria segura o observador e o abraça, circunstâncias em que nenhuma dúvida mais é lícita.

Os fatos de aparições tangíveis são os mais raros; porém, os que se têm dado nestes últimos tempos, pela influência de alguns médiuns de grande poder e absolutamente autenticados por testemunhos irrecusáveis, provam e explicam o que a história refere acerca de pessoas que, depois de mortas, se mostraram com todas as aparências da realidade.

Todavia, conforme já dissemos, por mais extraordinários que sejam, tais fenômenos perdem inteiramente todo caráter de maravilhosos, quando conhecida a maneira por que se produzem e quando se compreende que, longe de constituírem uma derrogação das leis da Natureza, são apenas efeito de uma aplicação dessas leis"

Allan Kardec "O Livro dos Médiuns -  Cap. VI - Manifestações Visuais"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Provas Científicas da Pluralidade das Existências (Campos Vergal - Reencarnação ou Pluralidade das Existências)

 

Biografia de Juliette Alexandre Bisson

 

Juliette Alexandre Bisson - Les Phénomèmes dits de Matérialisation (Fr)