SIR WILLIAM CROOKES

UM DOS MAIORES PROEMINENTES FÍSICOS DO SÉCULO XIX

O Grande Cientista do Invisível

O MAIOR PESQUISADOR DA FENOMENOLOGIA ESPÍRITA

(1832 - 1919)

 

O cientista Sir William Crookes teve como material de pesquisa a médium Florence Cook ver LINK

O cientista Sir William Crookes teve como material de pesquisa o médium Daniel Dunglas Home ver LINK

Apresentação da biografia:

SIR WILLIAM CROOKES

(Londres, Inglaterra, 17.06.1832 - 04.04.1919)

"Sir" William Crookes, cientista, químico e psiquista do último século.

Reencarnou, em Londres, Inglaterra, no dia 17 de Junho de 1832; desencarnou em 4 de abril de 1919, na cidade em que nasceu.

Educado sob a influência inglesa, concorreu, brilhantemente, para aumentar a projeção da Inglaterra perante o mundo; mas, William Crookes, por sua vez, é um nome universal, uma glória que está acima das divisões territoriais ou das confinações geográficas.

Estudou no Colégio de Química e foi professor substituto do Colégio Real, com apenas vinte anos.

Em 1855 obteve a Cadeira de Química da Universidade de Chester. Em 1861 descobriu o "Tálio", cujas propriedades determinou rigorosamente, dando, em 1885, um novo procedimento para o beneficiamento do ouro.

Em 1863, foi eleito membro da Sociedade Real, recebendo da mesma, em 1875, a medalha real de ouro; em, 1888, a medalha Davy, e, em 1904, a comenda de "Sir", como justo prêmio às suas descobertas no campo da Física e da Química.

Em 1864, foi nomeado inspetor da Seção de Meteorologia do Observatório de Radcliffe e, em 1874, fundou e dirigiu o "Quartely Journal of Science".

Em 1869, iniciou suas investigações sobre os fenômenos espíritas, contando com um médium excepcional: Daniel Dunglas Home. Foram seus assistentes seu irmão Walter, "Sir" William Huggins, eminente físico e astrônomo, ex-presidente da "Royal Society", e Serjeant Cox, um conhecidíssimo advogado, e, em 1870, admitindo suas investigações do "Spiritualism", ele fez um anúncio público.

Em 1872, descobriu a aparente ação repulsiva dos raios luminosos, e, em 1873 - 1874, quando já estava seriamente preocupado com os fenômenos espíritas, inventou e construiu o Radiômetro.

Em 1878, Crookes apresentou à Sociedade Real o seu célebre trabalho sobre o quarto estado da matéria, que denominou "matéria radiante", acontecimento científico de repercussão internacional, que lhe proporcionou uma recompensa pela Academia de Ciências da França.

Tal conquista, porém, não se realizaria sem os fenômenos de materialização de Katie King (1870-1873), obtidos com o concurso mediúnico da jovem Florence Cook, pois foi, através da observação desses fenômenos, que pode ter despertada a sua atenção, para verificar, na matéria tangível, estados especiais, ainda não explorados, no quadro geral do conhecimento humano, e que teriam grande influência na Física moderna.

Admitido na Sociedade Química de Londres, tornou-se uma das maiores figuras dessa importante sociedade, especialmente depois de seu estudo sobre a natureza dos corpos simples.

Foi Presidente da "Royal Society" (1913-1915) e de várias sociedades de cultura e consultor científico do Governo Britânico.

Em 1870, com suas experiências com Daniel Dunglas Home, Kate Fox (uma das célebres irmãs Fox e, depois do seu casamento, Sra. Jenken), Mrs. Guppy, Mrs. Clayer; Eva Annie Fay; J.J. Morse, Prof. Stainton Moses, William Hope, David Duguid e com Florence Cook, deu um impulso, rigorosamente científico, às pesquisas psíquicas.

Assistiu, por 3 anos, em seu laboratório, em Londres, à materialização integral de Katie King. Mediu, pesou e examinou meticulosamente o Espírito, constatando a realidade tangível da imortalidade da alma e o poder extraordinário que possui o Espírito, em utilizar-se da matéria física para se tornar tão real e vivo como os encarnados.

Sua investigação com Miss Florence Cook e "Katie King" pareceu tão fantástica para seus contemporâneos, que nem podiam acreditar.

É bem verdade que certos homens de Ciência, que não têm, todavia, o verdadeiro "espírito científico", também investigaram a fenomenologia espírita, chegaram a resultados positivos, mas não tiveram a coragem de Crookes, porque se subordinaram às conveniências do preconceito.Crookes não procedeu assim, não usou subterfúgios, não criou termos ambíguos. Ele afirmou, deu testemunho...

Basta dizer que o seu livro "Researches into the Phenomena of Spiritualism" , vertido para o português com o título "Fatos Espíritas observados por W. Crookes e outros sábios", durante nos anos de 1870-1873, tradução e prefácio de Oscar D´Argonnel, editado pela FEB - Federação Espírita Brasileira, ainda não teve desmentido!

De fato, esse grande livro, que poderia muito bem ter o nome de tratado de ciência espírita - como tantos outros livros de títulos simples, inclusive "O Livro dos Médiuns", de Allan Kardec - reúne as publicações feitas pelo cientista inglês no "Quartely Journal of Science" , em 1874.

Durante muito tempo, com o rigor dos homens que fazem, de fato, Ciência, Crookes realizou experiências com a médium Florence Cook, tendo deixado depoimento irrespondível.

A materialização do Espírito Katie King é um fato científico em que William Crookes empenha toda a glória de seu nome.

Discursando, em 1898, no Congresso da Associação Britânica. Crookes fez referências às suas investigações, no terreno do Espiritismo, e afirmou, solenemente: "Nada tenho que retratar dessas experiências, e mantenho minhas verificações, já publicadas, podendo mesmo a elas acrescentar muita coisa".

Escreveu as seguintes obras:

"Rapport on Spiritualism of the Committee of the London Dialectical", London, 1871;

"Spiritualism in the Light of Modern Science";

"Experimental Investigations on Psychic Force", London, 1871, H. Gillman. Trata das experiências realizadas com a médium Miss Florence Cook, familiarmente Florie, então uma menina de quinze anos de idade, e, após casada, Mrs. Elgie Corner, que se tornou célebre por contribuir para a formação de agêneres. A sua mediunidade produziu a materialização dos Espíritos de Henry Owen Morgan e Annie Owen Morgan, conhecidos como John King e Katie King.

Esta obra foi publicada em diversos idiomas, com seguidas reedições. Em francês, por Alidel, Paris, 1877, Librarie des Sciences Psychiques; em russo, por A. Aksakof e prefaciada por ele mesmo; e em espanhol, por Emílio de Mársico, Barcelona, Espanha, em 1888. No Brasil, como atrás já nos referimos.

"Letters", London, 1873 - 1874 (provável). Convite à Sociedade Real de Londres para observar e intervir nas experiências referidas, com a médium Miss Cook.

"Researches into the Phenomena of Spiritualism". London, 1874, Burns. Traduzido: em 1874, para o alemão, editado em Leipzig; em 1877, para o italiano, em Lucarno; em 1878, para o francês, em Paris; em 1900, para o português, com o título "Fatos Espíritas", tradução de Oscar D´Argonnel, ed. FEB - Federação Espírita Brasileira - Brasil, Rio de Janeiro, e para outros idiomas.

"Notes sur des Recherches", traduzido do inglês. Paris, 1874, Librairie Spírite, "in" 8;

"Spiritualism Scientifically Examined, with Proof. of the Evidence of a Psychic Force". - London, 1874, Folhetim;

"Nouvelles Expériences sur la Force Psychique". Paris, 1897. Originariamente publicada na Inglaterra, em 1893;

"Experiencies on Repulsion From Radiation Vaccum Molecular Fisics", 1879;

"Select Methodes of Chimical Analisis".

Interessa-nos, porém, mais de perto, nesta página, o papel de William Crookes no Espiritismo, uma vez que a sua obra no campo da Física e da Química é tão imensa, tão notável, tão comentada pelo mundo em fora, notadamente quando se fala na matéria radiante, que a sua biografia já se tornou largamente conhecida.

Da Revista ICESP, nº 12 - autoria Dr. Paulo Toledo Machado

O espírito de Katie King junto do cientista Sir William Crookes. Esta foto ele jamais permitiu fosse divulgada. Nela vê-se o verso que o sábio escreveu sensibilizado pela beleza do espírito Katie King materializado.

"Numa sessão realizada ontem à noite Hackney (Londres, 29 de março de 1874). Katie nunca apareceu com tão grande perfeição. Durante perto de duas horas passeou na sala, conversando familiarmente com os que estavam presentes. Várias vezes tomou-me o braço, andando, e a impressão sentida por mim era a de uma mulher viva que se achava a meu lado, e não de um visitante do outro mundo; essa impressão foi tão forte, que a tentação de repetir uma nova e curiosa, experiência tornou-se-me quase irresistível."

Esta fotografia foi tomada pelo presidente da Royal Society, Sir William Crookes, e mostra o cirurgião Dr. James M. Gully na gravação do pulso de Katie King

"Uma noite, contei as pulsações de Katie; o pulso batia  regularmente 75, enquanto o da Srta Cook, poucos instantes depois atingia a 90, seu número habitual. Auscultando o peito de  Katie, eu ouvia um coração bater no interior e as suas pulsações  eram ainda mais regulares que as do coração da Srta. Cook,  quando, depois da sessão, ela me permitia igual verificação.

Examinados da mesma forma, os pulmões de Katie  mostraram-se mais sãos que os da médium, pois, no momento em que fiz a experiência, a Srta. Cook seguia tratamento médico  por motivo de grave bronquite".

Foi no ano de 1898, que Sir William Crookes em seu discurso de posse na presidência da British Association for the Advacement of Science (Associação Britânica pelo Avanço da Ciência), afirmou:

"Já se passaram trinta anos desde que publiquei um relatório dos experimentos tendentes a mostrar que fora de nosso conhecimento científico existe uma Força utilizada por inteligências que diferem da comum inteligência dos mortais... Nada tenho a me retratar. Confirmo minhas declarações já publicadas. Na verdade, muito teria que acrescentar a isto."

Sir William Crookes "O Grande Cientista do Invisível"

Fontes:William Crookes - O Filme (www.surivivalafterdeath.blogspot.com)

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (Documentário BBC - A Ciência e as Sessões Espíritas) (Science and the Seance) Documentário produzido pelo respeitado canal de televisão britânico BBC, no qual temos o resgate histórico daqueles foram os mais extraordinários eventos do século XIX: as manifestações espirituais, das quais brotaram, além da Doutrina Espírita, as grandes e revolucionárias invenções tecnológicas na âmbito das telecomunicações, como o rádio e a televisão.

Fontes: Survival After Death (Experimental Investigation of a New Force)

Fontes: The Researches of Sir William Crookes - Spiritualist

 

RELAÇÃO DE ARTIGOS PARA DOWNLOAD

 

  Os primeiros artigos de William Crookes a respeito de fenômenos espiritualistas (Juliana Hidalgo)

 

As pesquisas de William Crookes com a médium Florence Cook e a materialização do Espírito de Katie King (William Crookes - Fatos Espíritas)


RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Biografia de William Crookes (Encyclopaedia of Psychic Science de Nandor Fodor - USA: University Books, 1974)

 

William Crookes - Force Psychique (1870) (Fr.)

 

William Crookes - Discursos Recentes sobre as Pesquisas Psíquicas (Obra rara traduzida)

 

William Crookes - Fatos Espíritas (Obra Espírita)

 

Baixar todas as obras no arquivo zipado